NEGA BOY

BOM GOSTO

No asfalto tá tirando onda de paty
No samba tambor não bate
Finge que não é nega não (É mesmo, é?)
Lá no morro já foi tarde olha meu cumpadi
Que essa nega um dia já pediu minha mão
Perguntei pra minha vizinha, que eu sei
Que ela é X9 e fofoca o dia inteiro no portão (Sai daí Dona Maria)

Que que deu nessa nega que nega a raiz
Que não samba na palma da mão
Me falaram que essa nega só quer sombra
E água fresca só quer gringo, voar de avião (Tá cheia de bronca)
Mete marra no asfalto, dá piti, fala alto
E na praia arruma confusão

Só Leblon, Ipanema, temaki e cinema
E agora desce até o chão
Imagina só se eu caso com ela
Eu já tinha quatro filhos e cinco pensão

Oh nega lalaia
Quem te viu e quem te vê lalaia
Tô bolado pra valer
Foi só Deus te dar poder
Pra tu mostrar quem é você

Tua sorte é que agora mora no asfalto
Se é na comunidade tu caía do salto
Malandro que é malandro toma de assalto
O teu partido é bom, mas meu partido é alto

volta no Me falaram que essa nega... (2ª estrofe)